Up

Jornada Diocesana da Juventude (JDJ)

  • JDJ-2016_site-268x300

A Igreja Católica, por meio da Jornada Mundial da Juventude, busca criar um espaço privilegiado para que os jovens cristãos testemunhem e falem, de maneira convicta, aos jovens do mundo inteiro que vale a pena seguir Jesus Cristo e ser membro ativo de sua Igreja. O Papa, de forma cordial, constata: “A Igreja precisa de vós”. Assim, para que possamos dar continuidade ao espírito missionário da JMJ, apresentamos, aqui, um breve resumo geral, que tem por objetivo, auxiliar os jovens e adultos da nossa Diocese a compreender o que são as Jornadas Diocesanas da Juventude (JDJ).

Quando falamos em Jornadas Diocesanas da Juventude? O que são?

A Jornada Diocesana da Juventude (JDJ) é o desdobramento das Jornadas Mundiais da Juventude em âmbito diocesano. Celebrada nas Igrejas Locais no Domingo de Ramos (ou em um dia próximo), a JDJ tem o objetivo de “fazer a pessoa de Jesus o centro da fé e da vida de cada jovem para que Ele possa ser seu ponto de referência constante e também a inspiração para cada iniciativa e compromisso para a educação das novas gerações.” (Carta de João Paulo II ao Cardeal Eduardo Francisco Pironio na ocasião do Seminário sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, organizado em Czestochowa, Polônia).

Quem convoca e qual o tema das JDJs?

A convocação é feita pelo Santo Padre, o Papa, que sempre propõe uma temática específica aos jovens e encaminha uma carta para que meditem e aprofundem seu encontro com Jesus Cristo e o comprometimento com seu Evangelho. No Brasil, ela acontece no período em que a Igreja celebra a Campanha da Fraternidade, e, quando possível, deve ser realizada em consonância com as reflexões levantadas pelo Episcopado Brasileiro para a quaresma de cada ano. (Esta carta será enviada no endereço eletrônico de cada coordenador paroquial e também será disponibilizada no site da diocese)

Quando surgiram as JDJs?

Elas são uma atividade mundial e são a JMJ acontecendo nas Igrejas Locais, portanto, sua história é a mesma da Jornada Mundial da Juventude. O ano de 1985 foi proclamado pela ONU como Ano internacional da Juventude. Aproveitando a ocasião, o Papa João Paulo II conclamou para o Domingo de Ramos um encontro com os jovens de Roma. Naquela ocasião, trezentos mil jovens se reuniram com o Santo Padre. Essa primeira Jornada Diocesana inspirou as JDJs e propagou-se nos anos seguintes por diversas Igrejas locais.

Quando pode ser celebrada a JDJ?

A data tradicional da celebração da Jornada Diocesana da Juventude é o Domingo de Ramos. Nela, os jovens são convidados a acolher Jesus e sua mensagem assim como o povo de Jerusalém acolheu com ramos nas mãos o Cristo montado em um jumentinho. O ideal é que seja realizada neste dia, desde que não fira a participação dos jovens nas celebrações da Semana Santa em suas comunidades paroquiais. Se isto ocorrer, pode-se celebrar na tarde do dia anterior, ou em outra data apropriada, a fim de que a maioria dos jovens possa participar.

 

Texto baseado no subsídio – Jornadas Diocesanas da Juventude – Pastoral Juvenil CNBB

Baixe as propostas do Setor Juventude para a JDJ:

Baixe o Material da Jornada Diocesana da Juventude (JDJ)

Material da Comissão Episcopal da Juventude da CNBB

Lançado subsídio para JDJ 2016 pela CNBB

 

Deixe uma resposta